Análise de PETR4 – Gráfico Diário – 29/05/2016

Já faz um bom tempo que não posto no blog, para tentar sair da inércia, estou postando abaixo um gráfico que fiz para PETR4 🙂

Vale ressaltar que eu NÃO tenho posição nesta ação no momento e que meus comentários abaixo NÃO devem ser tomados como recomendação de compra e venda do mesmo, considerem os meus comentários muito mais como um pensamento em voz alta de alguém que que gosta de acompanhar o mercado pra exercitar conceitos aprendidos no passado. OK?

Se decidirem operar com base nas minhas conclusões abaixo, estarão fazendo isso por conta e risco de vocês. 😉

Feita esta observação, vejamos o que o gráfico nos diz.

A tendência no gráfico mensal (longo prazo) ainda é de baixa:

 

PETR4 Mensal

 

A tendência no gráfico semanal (médio prazo) também é de baixa:

 

PETR4 Semanal

 

E analisando o gráfico diário acredito o movimento de correção vai continuar nos próximos dias:

 

Analise PETR4 29-05-2016 - gráfico diário

Vejamos os motivos que me levam a acreditar nisso:

  • O ativo fez recentemente um topo duplo e na sequência rompeu pra baixo a linha de suporte;
  • O OBV indica claramente uma pressão vendedora e não tem sinais de divergência altista;
  • A média móvel de 5 dias está abaixo da média móvel de 21 dias e ambas estão com inclinação negativa;
  • A média móvel de 200 dias também tem inclinação negativa, e por estar abaixo do preço atual irá provavelmente atuar como linha de suporte, numa zona muito próxima da retração de 50% de Fibonacci (R$ 7,31).

Esse conjunto de fatores não é uma notícia muito boa para quem está comprado.

Os preços estão próximos de testar o suporte formado pela retração de 38,2% de Fibonacci (R$ 8,04) e pela minha leitura dos indicadores acredito que é grande a probabilidade dos preços romperem este suporte em direção a média móvel de 200 dias e da retração de 50% (R$ 7,31), o que se ocorrer, representará uma desvalorização de 11,2% em relação ao ultimo fechamento (R$ 8,23).

Se o ativo atingir este preço, muita coisa pode acontecer. Devemos ficar muito atentos ao volume negociado, infelizmente depois de alguns anos acompanhando o mercado Brasileiro a minha experiência me diz que na maior parte das vezes, quando um ativo rompe o suporte definido pela retração de 38,2% num movimento de correção dentro de um mercado de baixa, é muito comum ele corrigir até 61,8% (R$ 6,59), o que equivale a uma desvalorização de praticamente 20% em relação ao preço atual (27/05/2016).

Como o mercado sempre se move em “zig zag”, se PETR4 não romper o suporte na retração de 50%, é natural esperar que ela venha a testar a resistência (seu antigo suporte) na zona de R$ 8,00 a R$ 8,10.

Enfim, é isso! Chega de exercício de futurologia por hoje, vamos ver o acontece durante a semana…

abs

Brandi

 

Comments are closed.